Um Ponto De Fuga

quarta-feira, setembro 28, 2005

TWO freaking seconds, dude!

O novo SO do Tio Bill promete possibilidades, que são defeitos há muito residentes na família Windows (excetuando o pragmático MS-DOS, preto no branco, filho pródigo), um curto e eficiente Boot. Eu, como funcionalista convicto, reduzo os serviços residentes no Windows XP, ao mínimo indispensável e pese a redução, o mesmo SO alonga-se por uma enormidade de tempo para fazer um boot, temporalmente comparável a um discurso do Barbudo de Cuba ou a uma faixa de godspeed you! black emperor, mas agora, o pessoal R&D da Microsoft, promete "Boot to Windows Vista in 2 to 3 seconds", fenomenal o chavão, quase comparável à demagogia eleitoral.
Remember back in the day when the Microsoft peeps were showing off Windows XP and its drastically decreased boot and resume startup times? Remember how blown away everyone was when Bill hit a button and your computer sprang back to life from suspend? But then Windows sclerosis sets in, and you’re lucky if your machine boots in six minutes or shuts down in two—so Microsoft’s taking it back to the old school in Windows Vista, which they’re claiming will boot powered off in two to three seconds. Of course, what they mean by “boot” in this case could be pretty much anything (hell, we can’t even get past our BIOS in two to three seconds), but if nothing else at least they’re setting a tall order for making Vista a little more friendly to work with. While we’re on the topic, may we suggest getting rid of the freaking registry?
> Engadget <

terça-feira, setembro 27, 2005

Vint Cerf

Perfil inolvidável da contemporaneidade, Vint Cerf, devia constar no Top Personalidades, cujo conhecimento Humano, foram meta da sua vida, neste caso, o Pai da Internet.
Simultaneidade da informação, e-mail, web surfing, jogos on-line, engates por msn, pornografia a desbarato e hacking, são tudo sub-produtos, das ruminações inventivas deste Homem, que agora pertence ao "mecenato" Google. Um post, a propósito deste artigo no DN-Online.

Tags: | |

domingo, setembro 25, 2005

Eastwood

Image hosted by Photobucket.com

© Shelley Williams, Eastwood, DeviantArt

Tags: |

sexta-feira, setembro 23, 2005

Bom Escuteiro da Semana!

"Para o ano haverá Dia Europeu sem carros e eu próprio darei o exemplo andando
de transportes públicos. Um Político deve dar um exemplo."
Manuel Maria Carrilho, Metro

(roll eyes?)...

quinta-feira, setembro 22, 2005

O Culto do Alarve

Na populaça Portuguesa, existe uma admiração pelas figuras que perfilam o Alarve Político, uma espécie que grassa sempre a custa de uma figura arrogante, de marcado atavismo, "cheios de contactos, esquemas e amigos" (eles assumem!) , que vocifera gafanhotos pela boca, na razão da sua falta de razão. Não acho nada mal, Avelino Ferreira, Fátima Felgueiras e o Major Valentim, são das poucas pessoas, que me agarram a T.V. na verdadeira aceção da Reality TV, além do espelho do Portugal profundo e corrupto, tem qualquer coisa de genuíno, que mete o cínico Herman, a um canto em termos de share. Mas, equacionando o problema, a verdade é que a populaça gosta do Alarve, sufraga pelo Alarve, grita na proporção do Alarve, paga I.M.I. pelo Alarve e se necessário, manifesta-se em massa pelo Alarve, a condição de Alarve, por si só, garante sucesso neste PT que temos. Dito isto, que razões temos nós, para censurar a falsa diplomacia, que o Carrilho demonstrou, no por demais conhecido episódio? Não será também ele, uma leitura demagógica, do sucesso do Alarve em PT?

Reconsidering Eero Saarinen!

Image hosted by Photobucket.com

Lobby of the General Motors Technical Center, USA, MichiganTWA terminal, USA, New York

Um Arquiteto, tão injustamente esquecido, quanto por exemplo o Louis Kahn, um palmarés invejável na introdução de novos materiais, uma praxis de trabalho comprometida com o estudo de soluções diversas, preterindo prazos de entrega a favor da causa Arquitetura.
Dois edifícios/perfil da sua Arquitetura são, a General Motors Technical Center, com as famosas escadas helicoidais, acopladas verticalmente por cabos, e o Aeroporto da TWA em NY, onde o Betão Armado, enquanto material esculpível, ganha um novo avatar. Como Arquiteto reconhecido, faz parte dos citados nas sebentas escolares, algo que espartilha o real valor da sua obra, aproveitando o lançamento da sua biografia, vale a pena ler a entrevista completa aqui.
Modernism was a cause. It wasn't just about how it worked or how it functioned. All these corporations really went out of their way to get Saarinen, and they did what he asked them--and every single one of their buildings has been kept up exquisitely. His hockey rink is still in very good shape, and it has needed very little maintenance, unlike the buildings of Kahn and Rudolph. Saarinen's buildings held up because of the way they were built, the level of technological finishing. He invented a new material or technology for almost every building he designed.

terça-feira, setembro 20, 2005

Paolo Maldini

Há um lugar, consagrado na História do homem recente, onde o elogio Físico/Atlético em relação ao seu semelhante, não é visto, aos olhos de outro, como um sintoma de apanascamento, este lugar é o Futebol.
Só quem nunca jogou futebol, é que nunca foi apalpado durante uma marcação, ter ficado sem calções durante um canto ou vaiado nos balneários, devido ao viril membro dependurado e coisas mais, que aos olhos de outro contexto, seriam um latente apanascamento.
Quem no seu perfeito juízo, teria a coragem de polir com os lábios, a testa asséptica, de um George Weah, que já deixou o Jorge Costa esvaído em sangue, apesar do prémio fair-play, dado antes do acontecimento.
Como estou, numa espécie de redoma intocável, dado o anonimato relativo da blogosfera, afirmo, se a meta é classe, este é o homem mais belo a jogar futebol. A polivalência de um central, que afinal é extremo, o facto de jogar à vinte anos com a mesma qualidade, faz parte do Milan, equipa que mais jogadores oferece ao Onze Ideal, com a avançada idade de 37 anos só se fosse Guarda Redes diria-se normal.

segunda-feira, setembro 19, 2005

Convite ao Tradicionalismo Esquerda/Direita

Ao sabor dos media, hoje em dia enfatiza-se a irrelavância da designação Esquerda/Direita Ideológica, por insuspeitas diferenças, que a base de ação ideológica, tem relevado nos últimos anos.
Perfeito exemplo, da anormalidade de uma esquerda, historicamente condenada a uma justiça social, é o caso do "mensalão" do Partido de Lula da Silva ou os gastos avultados da sua dinastia, ou as recentes indigitações do partido do Eng. Sócrates, a partir de um rol de figuras das fileiras do PS.
Por Política, devemos ter um mínimo interesse comum, o suficiente, que se poderá designar por "um gajo informado", que até aprendeu que à esquerda do Rei, (terceiro estado) designam-se os partidos da esquerda;
"que acreditam no progresso, na possibilidade de uma transformação voluntária da sociedade e do sistema político, em particular a favor dos mais necessitados, privilegiar a justiça em relação à ordem, desconfiar das hierarquias e defender a liberdade dos indivíduos"
E à direita do Rei, (classes privilegiadas) designam-se os partidos de direita;
"que implicam o respeito pelos valores reconhecidos e pelas instituições estabelecidas, família, igreja, estado, exército, o gosto pela ordem, a proeminência da sociedade sobre o individuo, um certo ceticismo quanto a natureza humana que leva a pensar que, sem o exercício de uma autoridade, a desordem instala-se"
Se considerarmos que estas definições remontam a monarquia, devemos perguntar, porque é que ainda acreditamos nelas, se entre renovadores e conservadores, que preenchem colunas de jornais, todos nos provam, que tudo pode ser resumido, no mesmo saco, das chamadas "tretas".

V.A, A Cultura Geral de A a Z

The Architects Wife

domingo, setembro 18, 2005

O legado de Wright e a confusão anexa

Corre por ai uma história deliciosa na Net, que versa a odisseia de um aluno, que por sua interpretação, estuda e constrói uma habitação na Fundação Taliesin, (fundação que pretende preservar o legado de Wright, fundada pelo próprio), a construção obedece aos predicados de Wright sobre a Arquitetura orgânica, com algumas técnicas e manterias mais recentes, tendo como objetivo de fundo, estudar a inércia térmica da habitação, tal como a sua capacidade de dissipar calor. Nas imagens, é óbvia as razões de semelhança, que vão além da identidade formal. É curial dizer, não vale a pena ser mais papista que o papa.
O aluno, da "University of Toronto", de forma incauta, pensou na sua obra como ato perene, de forma a oferecer, um estudo fidedigno da habitação no decorrer do tempo. Para espanto generalizado, a "Frank Lloyd Wright School of Architecture", que detém a Fundação Taliesin, ordenou a demolição da referida habitação, por atentar contra a obra do mestre, tanto a nível local, como a nível da conceção.
Officials at the Frank Lloyd Wright Foundation say the teardown has less to do with design principles than with the master architect's plans for land use. The plans don't exist on paper but are part of Taliesin tradition upheld by members of the Taliesin Fellowship, a group of longtime residents, some of whom worked with Wright.
Beverly Hart, the foundation's head of operations, said Charbonneau's shelter was built on the wrong side of a wash that Wright, who died in 1959, saw as the line of demarcation for confining shelter projects.
The apprentice shelters at Taliesin are a trademark of Wright's "learning by doing" philosophy and have long dotted the grounds around the campus, started in the 1930s. Typically undergraduate students, called apprentices, build the projects on a budget of $1,000. The weather and changes by subsequent apprentices tend to make them impermanent.

sábado, setembro 17, 2005

Le Corbusier, Por Uma Arquitectura

Image hosted by Photobucket.com

Egypt, Luxor, Temple of Queen Hatshepsut
"Nos Belos dias de antigamente, viam-se (e isso dura até hoje, ai de mim) enormes cavalos que conduzem às obras enormes pedras e muitos homens para as fazer descer de cima da carroça, para as cortar, talhar, içar até aos andaimes, para as ajustar, verificando demoradamente, com a régua na mão, as suas seis faces; uma casa construía-se em dois anos; hoje, levantam-se edifícios em alguns meses".
Le Corbusier, Por uma Arquitectura

sexta-feira, setembro 16, 2005

ExperimentaDesign


Entre toda a estrangeirada, que faz parte da procissão, tenho especial interesse na nata Portuguesa, entre 15 a 18 deste mês, os doces, como sempre, ficam para o fim (dia 17/sábado-Souto Moura e Philippe Starck).

Programa de Hoje:

SEXTA, 16 SET

11:30 — 13:30 Palácio Pombal (Chiado)
OPEN TALKS (sessão II – Cidade e Arquitectura)
Talk Host: John Thackara (UK)
Talkers: Ayssar Arida (UK); Pedro Gadanho (PT)
Jornalistas: Stefano Casciani, Domus (IT); Kieran Long, Icon (UK)
Agents Provocateurs: Lucy Bullivant (UK); Ricardo Carvalho (PT); Jacopo Crivelli Visconti (IT); Helena Roseta (PT); Colin Davies (UK);
HoleMug (abertura)
de MusaCollective
Hold me (Chiado)

15:00 — 17:00 Centro Cultural de Belém
CONFERÊNCIAS DE LISBOA (dia 2)

15:00 Renny Ramakers (NL)

16:00 Massimiliano Fuksas (IT)
19:00 SMD: SIGNIFICADOS DA MATÉRIA NO DESIGN (inauguração)
de SUSDESIGN

Cisterna da Faculdade de Belas-Artes & Loja Mousse (21h)
21:00 WHAT IF…/ E SE… (abertura ao público)
Apresentação ibérica da nova colecção IKEA PS 06
Lounging Space (Chiado)

22:00 Cordoaria Nacional (Junqueira)
S*COOL IBÉRICA e CASA PORTUGUESA (inauguração)

23:00 Museu da Cidade (Campo Grande)
(Obrigatório Cartão de Acesso EXD’05 )
Pavilhão

Tags: |

Single Speed Art


O Vídeo, pretende dirimir argumentos, em relação à morte anunciada pelos aficionados do MTB, mais do que vandalizar Mobiliário Urbano, é uma arte em velocidade uníssona, urbana, onde esforço e massa muscular, concorrem apenas para aprimorar a técnica.
Tags:

quinta-feira, setembro 15, 2005

Manuel Maria Carrilho

Entre o INE e a CGD adjacente à Guerra Junqueiro, descortinei o perfil do Político/ Filosofo, M.M.C. à medida que alcançava a passadeira, devia ser pouco menos das 9 horas. Muito rigoroso, calça de ganga, casaco azul, sapatinho de vela (?), perna meio arqueada, quase à jogador de futebol, não ostentava um fausto incomensurável, mas também não se confundia com um Franciscano. Esperou o verde e trilhou a passadeira, (demagogo!) estava de óculos escuros, simulei indiferença, não lhe queria conferir importância, olhar para alguém de óculos é sempre um sério Handicap, se esse alguém é uma mulher, a minha atitude é em tudo semelhante, jamais dou a entender que são desejáveis. Voltei a olhar, parecia ir na direção da Mexicana, um café/bar que por questões éticas/preços, devia vedar a entrada a socialistas.
O Candidato à CML, tinha um website curial, com as normais banalidades a polirem o ego.

Gajas e Aforismos!


"Nada efectivamente aconteceu, até ter sido contado."
Virginia Woolf

Se figuras de proa, como a citada suicida, fossem levadas a sério, que confiança algum homem, poderá alguma vez, depositar numa mulher?

quarta-feira, setembro 14, 2005

Al Pacino

Image hosted by Photobucket.com

Al Pacino, Godfather (foto esquerda); Al Pacino, Godfather lll (foto direita)

Muitos asseguram ser o maior ator vivo, sem grande margem para conjeturar várias perfis à altura, não posso deixar de concordar, embora o seu contemporâneo Robert De Niro, fosse o eleito para elencar numa possível comparação.
Figura numa das maiores sagas da História do Cinema (Padrinho), onde a partir do 2º Episódio, passa a desempenhar um papel central na História, de forma um pouco simplória, descreve-se a saga, como as "contingências que levaram ao endurecimento de um coração" (Michael Corleone), compreendendo o Padrinho lll, verificamos que tal é descabido, encontrando não só um Michael Corleone (Al Pacino) mais fleumático como flexível.
O mesmo filme, é fulcral para perceber que um salto temporal de 18 anos, nomeadamente entre o 1º e o último filme da saga (Padrinho 1972-Padrinho lll 1990), atesta em conclusão, que a maturidade, a experiência da proveta idade, o facto de qualquer espartilho ter sido ultrapassado, foi um tirocínio que resultou no vigor e excelência, em qualquer papel realizado nos anos 80/90/2000.
Em enfoque; Scarface, Pacino como ex-cubano nos EUA, que sobe numa vida custeada por drogas e excessos; Godfather lll, Pacino como Michael Corleone, os pecados de uma vida vingativa suportados até à morte; Scent of a Woman, Pacino, como padroeiro de um jovem, com o qual tem uma relação de nepotismo que o levam a redenção; Heat, Pacino como um Polícia excedente em profissionalismo, que subtrai à sua vida, o trabalho como obsessão; The Devil´s Advocate, Belzebu com imagem moderna, um corruptor que exala um ar cool; Insomnia, um Polícia num plexo aparentemente indestrinçável, numa terra sem noites.
Estando aqui ainda omisso, o grosso de muitos dos filmes de qualidade onde figurou, que outro actor, personifica um espectro tão largo de situações/elenco, com a fleuma e brilhantismo, que são apanágio comum das suas personagens. Não é só um à-vontade, que está no limite do genuíno, é o facto de parecer jovem (Heat), a beira da morte, (Scent Of a Woman) ou na amoralidade (The Devils Advocate) e tout court, ser o mesmo actor, com os mesmos laivos de inventividade que o tornam único.
Tags: |

terça-feira, setembro 13, 2005

Inimigos, esta necessidade!

A utilidade dos inimigos é um daqueles temas cruciais em que um compilador de lugares-comuns como Plutarco pôde dar a mão a um arguto preceptor de heróis como Gracian y Morales e a um paradoxista como Nietzsche. Os argumentos são sempre esses - e todos o sabem.
Os inimigos como os únicos verdadeiros; como aqueles que, conservando os olhos sempre voltados para cima, obrigam à circunspecção e ao caminho rectilíneo; como auxiliares de grandeza, porque obrigam a superar as más vontades e os obstáculos; como estímulos do aperfeiçoamento de si e da vigilância; como antagonistas que impelem para a competição, a fecundidade, a superação contínua. Mas são bem vistos, sobretudo, como prova segura da grandeza e da fortuna.
Quem não tem inimigos é um santo - e às vezes os santos têm inimigos - ou uma nulidade ambulante, o último dos últimos. E alguns, por arrogância, imaginam ter mais inimigos do que na realidade têm ou tentam consegui-los, para obter, pelo menos por esse caminho, a certeza da sua superioridade.
Mas todos os registadores utilitários da utilidade de inimigos esquecem que essas vantagens são pagas por um preço elevado e só constituem vantagens enquanto somos, e não sabemos ser, os nossos próprios inimigos. Todo o tempo e esforços que se consomem para nos precavermos contra quem nos odeia, e defendermos-nos, seria muito mais bem empregado nas alegrias da paz e caridade. Viver no meio de um círculo de inimigos pode por vezes exaltar o orgulho, inspirar pensamentos heróicos e elevar acima da mediocridade, mas representa sempre permanecer num clima envenenado que, mais cedo ou mais tarde, enfraquece. Saber que toda a palavra será pesada, todo o acto mal interpretado, toda a obra menosprezada, acaba por suprimir a espontaneidade e vontade de fazer algo - conduz à dúvida e à paralisia.
E se a natureza não fosse tão má como é, os benefícios dos inimigos resultariam inúteis. Quem sabe ser inimigo do mal que tem em si não necessita da inimizade dos outros. Não sabendo ou não querendo ser inimigo dos nossos inimigos íntimos, acabamos por ser verdadeiros inimigos de nós mesmos. O verdadeiro inimigo é, para cada um, o amor de si.
Se os homens fossem menos invejosos, a prova da grandeza consistiria na admiração e no reconhecimento, e não na hostilidade.
Se fossem menos vaidosos e cegos, saberiam a verdade de si por sua conta, sem a aguardar dos adversários.
Enquanto formos rancorosos, vaidosos, arrogantes, madraços e propensos à deserção, os inimigos poderão desfrutar - o mal que nos desejam é frutuoso, em alguma parte, em virtude do mal que existe em nós.
Mas a verdadeira razão que nos predispõe para a apologia indirecta do ódio é a profunda fraternidade entre quem odeia e quem é odiado. Ser inimigo quer dizer assemelhar-se.

Giovanni Papini, in 'Relatório Sobre os Homens'

sábado, setembro 10, 2005

The Homeless Architect

Justaposição

Esta imagem, ilustra na perfeição, aquilo a que se designa, por uma relação direta, entre duas características distintas da paisagem, a vila e o campo. O carácter unívoco da oposição dos dois espaços, sai reforçado num jogo de contrários expressivo.
A vila, fecha-se sobre si própria, formando um recinto que contrapõe a natureza desabrigada que a rodeia. É este contacto/contraste entre duas paisagens distintas, sem descaracterizar ambas, que tornam a oposição expressiva, nomeadamente, o carácter acolhedor da pequena Povoação e o desabrigo da natureza.

Gordon Cullem, Paisagem Urbana

quarta-feira, setembro 07, 2005

Ironia do Dia

Enquanto o Formador/Advogado discorria sobre o Direito da Arquitetura, no brilhante auditório da Ordem dos Arquitectos, uns pingos de origem insondável, banhavam os mais incautos, pensamos "AR-CONDICIONADO", mas não, era apenas a claraboia do átrio que vertia água da intempérie. O que diria a dupla idónea, Egas José Vieira e Manuel Graça Dias, que deixaram a autoria pomposa na fachada deste edifício, pouco ou nada estanque?
Nesta dada altura da formação na Ordem dos Arquitectos, conjeturei logo o seguinte requiem à Ordem Profissional, de inspiração num dado escritor niilista:
"Que é agora ainda, esta Instituição, senão o túmulo e o monumento funerário, de uma classe sem classe?"

terça-feira, setembro 06, 2005

Grand Danois

Image hosted by Photobucket.com

Alano Preto/Dogue Alemão

Historicamente, tem a sua primeira aparição numa moeda grega no ano de 36 a.C. As suas origens parecem ser Helénicas. Temos notícias do Mastim, séculos mais tarde, em 407 na Alemanha, a Gália, parte da Itália e de Espanha, aquando da Invasão pelo antigo Povo Asiático, os Alanos, que traziam consigo estes poderosos e inigualáveis Mastins. Eram animas capazes de lutar vitoriosamente com Ursos e Javalis, o que causava uma imensa admiração na Alemanha de então.
Após a saída dos Povos Bárbaros Invasores, encetou-se uma seleção/cruzamento destes Mastins com os Galgos Irlandeses. Resultaram estes cães soberbos, que combinam agilidade e uma enorme força.
A altura mínima do macho ronda os 80cm, com um peso aproximado dos 60Kg, alguns exemplares sofrem do complexo de estupidez do dono, pela incúria no tratamento das orelhas do animal, ficando o mesmo com as orelhas descaídas, desvirtuando o exemplar. Aparência calma e um olhar vivo, com um aspeto que per si convoca respeito, o seu aspeto delgado só é interpretável dada a altura enorme do cão (0.8m - 1m ou mais).
Na sua efeméride pela história da Humanidade foi utilizado como cão de caça, combate, de passeio, de guarda e de defesa pessoal, hoje em dia é principalmente apreciado pela sua função de decorador de jardins. Não sem razão, foi intitulado "O Apolo dos Cães."

domingo, setembro 04, 2005

Kyle Strait Winning Air

sexta-feira, setembro 02, 2005

Efectivamente, terra da liberdade...

Retirem-lhe as certezas e compartam-se como animais, com neutralidade geográfica, não creio, que o velho continente em situação semelhante, tivesse estas crises de moralidade.
(...)Os gangs saquearam as lojas de armamento e apoderaram-se das ruas abandonadas. Três polícias que estavam num terraço à procura de sobreviventes foram atacados a tiro.
Dentro do Superdome, onde ainda estão milhares de refugiados em condições sub-humanas, foi ferido a tiro um elemento da Guarda.
O incidente mais bizarro ocorreu quando um helicóptero Chinook da Marinha foi recebido a tiro ao aproximar-se para aterrar e recolher refugiados junto do Superdome. O helicóptero não foi atingido, mas a retirada dos refugiados para a coluna de autocarros que os levará para o Astrodome de Houston, a 500 quilómetros, foi suspensa durante algum tempo.
Na zona mais antiga e mais alta da cidade, o Bairro Francês, não há aparentemente loja que não tenha sido saqueada. Nos estabelecimentos que tinham tapumes a proteger portas e montras, os assaltantes utilizaram empilhadoras para destruir as protecções. Numa cidade sem comida, água nem electricidade os sobreviventes da catástrofe entram nos supermercados arrombados e "servem-se" do que querem. Mas a necessidade imediata não é explicação para a razia feita em joalharias, lojas de electrodomésticos e até caixas de esmolas das igrejas.(...)

Dn-Online

Tags:

quinta-feira, setembro 01, 2005

Shelter For Homeless Architects

Image hosted by Photobucket.com

Ando agastado com o relatório de estágio, tal como, com as ações de formação na Ordem, temerariamente, num futuro próximo, poderei figurar numa situação afim do cartoon em cima descrito e olhar para o passado, com desdém, por este labor inconsequente, que me vai consumir a primeira quinzena de Setembro, secundada da sua função de ócio pós-estival.
Contrariando um dos preceitos da Economia, das clássicas Sebentas do Adam Smith, o investimento no Presente, não é garante de ganhos no Futuro. Terra, muito Trabalho e pouco Capital.

"Nano-material is harder than diamonds"

"O Carbono é único na Química, porque forma um número de componentes maior, que a soma total de todos os outros elementos combinados."

"The new material, known as aggregated carbon nanorods (ACNR), was created by compressing and heating super-strong carbon molecules called buckyballs or carbon-60. These molecules consist of 60 atoms that interlock in hexagonal or pentagonal shapes and resemble tiny soccer balls.

The super-tough ACNR was created by compressing carbon-60 to 200 times normal atmospheric pressure, while simultaneously heating it to 2226°C.

The properties of the resulting material were then measured using a diamond anvil cell at the European Synchrotron Radiation Facility in France. This instrument squeezes a material between two normal diamonds, enabling researchers to study it at high pressure using synchrotron radiation – extremely intense X-rays which reveal the material’s structure.

The researchers found their ACNR to be 0.3% denser than ordinary diamond and more resistant to pressure than any other known material."

Newscientist

Tags: | |